MEDICAMENTO PARA TRATAR A LEISHMANIOSE JÁ ESTÁ SENDO VENDIDO NO BRASIL

Atenção, Protetores! Sabemos que não era permitido pela Anvisa a comercialização do Milteforan no Brasil – MEDICAMENTO PARA TRATAMENTO DA LEISHMANIOSE VISCERAL CANINA, vulgo calazar.  Porem, um grupo de veterinários brasileiros, interessados e realmente preocupados com o bem estar animal, conseguiu que a Anvisa autorizasse a comercialização do produto no nosso País. Procurem um distribuidor autorizado, a partir de agora nossos animais poderão  receber o tratamento que merecem! O único fabricante do produto no Brasil , por enquanto , é a Virbac. O produto é comercializado em 03 tamanhos: Frascos de 30 mL, 60 mL e 90 mL. De acordo com informações do fabricante, as vantagens em administrar o medicamento são: VANTAGENS Administrado por via oral em dose diária única, por 28 dias, o que torna o tratamento mais fácil de ser realizado pelo proprietário, evitando falhas terapêuticas. Possui ação imunomoduladora, estimulando a resposta celular e diminuindo a carga do parasito. Biodisponibilidade absoluta de 94% em cães, atingindo a concentração máxima entre um período de 4 a 48 horas. Tem ampla distribuição nos tecidos, alcançando os tecidos-alvo. Meia-vida de eliminação lenta. Não é prejudicial ao fígado, sofre uma lenta degradação metabólica hepática em colina, um componente natural. Não possui excreção renal,…

É Mentira!

Mente quem diz que o Ministério da Saúde proíbe o tratamento de cães com leishmaniose ou Calazar. O que de fato ocorre é que no Brasil não há medicamentos específicos para tratamento desta doença em cães, somente em humanos. O Ministério da Saúde proíbe o tratamento desta doença COM MEDICAMENTO DE USO HUMANO. Quais medicamentos a veterinária utiliza? Veja a resposta neste artigo espanhol: El Alopurinol y el Glucantime son dos fármacos sinérgicos que con la base del tratamiento más eficaz y tradicional hasta ahora contra la Leishmania. Ambos son derivados de las sales de antimonio: el Alopurinol parece relentizar al parásito y este retira su actividad parasitaria y el Glucantime parece tener un efecto letal en el metabolismo del parásito. Fonte: http://fundaciontrifolium.org/leishmania-canina-conocela-previenela-tratala-y-deja-de-verla-como-un-monstruo-letal/ Fica a dica!    

Você quer tratar seu cão com leishmaniose? Eis o caminho:

  Há vários caminhos para tratamento do cão com leishmaniose visceral canina, vulgo calazar. Você encontra facilmente na internet a orientação dada de forma velada por veterinários , que se escondem para não receberem punição do conselho de medicina veterinária que insistem em perseguir os veterinários que se recusam a sacrificar o cão, que mesmo sem sintoma, apresente diagnóstico da tal doença. Algumas das orientações que encontramos na internet podemos resumir assim: Uma importante informação: com o tratamento, a doença “estaciona”. O cão deixa de apresentar sintomas, podendo levar uma vida normal. Porém não há cura. Com a decisão de tratar, o veterinário lhe dará algumas recomendações. Duas medidas deveriam ser tomadas, sendo elas a profilaxia e o tratamento da doença. Para profilaxia, deveria ser utilizada uma coleira repelente do mosquito e vacinas anuais- scalibor. Para o tratamento, além da droga que trataria a Leishmania em si, deveria ser utilizado: ração para cães de pele sensível, remédios para tratar as lesões e vitaminas para a pele. Com relação à droga que agiria no combate do parasito, haviam duas opções: 1) Milteforan; 2) Alopurinol + Anfotericina B. No caso do Milteforan, o tratamento seria feito somente uma única vez, durante 28 dias. Porém, sua venda…

%d blogueiros gostam disto: